foto © Erika Mayumi. Cortesia do artista e Galeria Nara Roesler
photo © Erika Mayumi. Courtesy of the artist and Galeria Nara Roesler

A Galeria Nara Roesler tem o prazer de apresentar para a Latitude Art Fair uma seleção com os mais recentes trabalhos de Fabio Miguez, expoente contemporâneo de técnicas como têmpera, pintura à óleo e cera, cuja profunda investigação do universo da abstração presta atenção sistemática às histórias dessas técnicas na tradição artística.

 

Poucos artistas alcançaram tamanha articulação entre pintura contemporânea e referências históricas como Fabio Miguez (1962). Membro do célebre grupo Casa 7, no início dos anos 1980 o artista recorre a inúmeras referências da História da Arte: de Fra Angelico (1385–1455) a Alfredo Volpi (1896–1988), artista de origem italiana e um dos principais mestres do modernismo brasileiro, reconhecido pelos seus trabalhos em pequenas dimensões. O legado de Volpi é uma presença incontornável na pintura recente de Miguez, que alcançou um domínio comparável ao do ítalo-brasileiro nas técnicas da têmpera e da pintura com óleo e cera. Miguez enfatiza as implicações formais desse legado ao recorrer a fragmentos composicionais típicos de Volpi, expandindo-os em obras de grande escala.

 

O interesse de Miguez pela arte renascentista, pelos modernismos italiano e russo, bem como pela pintura do concretismo e do neoconcretismo brasileiro, principalmente a de artistas como Wyllis de Castro e Milton da Costa, oferece várias camadas de complexidade para sua produção atual. O resultado é uma conquista magistral na pintura contemporânea, apresentando uma síntese sem precedentes de composições construtivas em um repertório de cores com ares metafísicos.