karin lambrecht  fragmentos azul paris e vermelho cadmium, 2012/2013  pigmentos em meio acrílico, pastel seco e água da chuva sobre lona  205 x 270 cm
karin lambrecht  a cela dela, a pele dele, 2012  cobre, carvão vegetal e pigmentos em emulsão acrílica sobre lona recortada  60 x 60 cm cada
karin lambrecht  margens, 2012  acrílica e pastel seco sobre lona  120 x 145 cm
karin lambrecht  legendas para bergman, 2011 / 2012  papel de seda translúcido e folhas de prata sobre papel de seda  135 x 60 cm
karin lambrecht  legendas para bergman # 07, 2011 / 2012  papel de seda translúcido e folhas de prata sobre papel de seda  135 x 60 cm
karin lambrecht  mundu, 2011 / 2012  pigmentos em emulsão acrílica, chuva e marcas de pedras com caligrafias de pastel seco sobre lona  200 x 340 cm
karin lambrecht  cruz elementar, 2009-2012  dobradura triangular em papel, lápis, grafite, recortes com bloco de madeira, folhas de prata e feltro em tenda de voal  30 x 30 x 15 cm
karin lambrecht  não matarás, 2009  desenhos prensados entre acrílicos  56 x 79 cm
karin lambrecht  por favor mais luz – a criação do mundo em sete dias / pendurada/ uma segunda versão mais resumida com outra cor, 2009  cobre, dobraduras em papel, pigmentos em emulsão acrílica  95 x 60 cm
karin lambrecht  respiração em fragmentos, 2009  pigmentos em meio acrílico sobre lona  208 x 268 cm
karin lambrecht  pai (detalhe), 2008  técnica mista sobre papel  56,6 x 933 cm
karin lambrecht  sem título, 2008  acrílica e pastel seco sobre lona  120 x 145 cm
karin lambrecht  sem título, 2008  pigmentos e terra em emulsão acrílica, pastel seco, ce tim e fio de cobre sobre linho  145 x 195 cm
karin lambrecht  dia / noite, 2005  feltro sintético, papel, grafite, recortes, linho, mel, ouro e cera de abelha  98 x 74 cm (cada)
karin lambrecht  animal, 2004  sangue de carneiro sobre tecido branco e papel  170 x 50 cm / 67 x 126 cm
karin lambrecht  sem título, 1999-2000  terra rosa da região da Caraiva, sul da bahia, em meio acrílico e carvão sobre lona  270 x 270 cm
karin lambrecht
fragmentos azul paris e vermelho cadmium, 2012/2013
pigmentos em meio acrílico, pastel seco e água da chuva sobre lona
205 x 270 cm

Trabalhando no campo expandido da pintura e da escultura, a obra de Karin Lambrecht materializa a abstração gestual da Geração 80 ao mesmo tempo em que faz referência à Arte Povera e a Joseph Beuys. Usando pigmentos de cores vibrantes, produzidos pela própria artista, ela aplica pinceladas gestuais amplas a telas feitas à mão, sem moldura, rasgadas e queimadas. Muitas vezes também incorpora materiais orgânicos, tais como sangue animal, carvão, água da chuva e terra. Seus motivos recorrentes incluem: cruzes, o corpo humano e palavras enigmáticas escritas à mão ou carimbadas, que emergem das camadas de tinta, sugerindo doença, morte e cura.

 

Em 2001, Lambrecht produziu Eu e você, um “ato de pintura” realizado em Bagé, um pequeno município no sul do Rio Grande do Sul. A artista acompanha o trabalho de um corneador que abate o cordeiro como num rito judaico e deixou que o sangue do animal escorresse para as superfícies brancas do seu vestido e tela, como tinta para sua pintura. O trabalho foi considerado finalizado no momento em que o animal finalmente sucumbiu à morte.

 

Karin Lambrecht nasceu em 1957, em Porto Alegre, onde vive e trabalha. Participou das 18ª, 19ª e 25ª edições da Bienal de São Paulo (1985, 1987 e 2002) e da 5ª Bienal do Mercosul, Porto Alegre (2005), todas no Brasil. Exposições coletivas de que participou nos últimos anos incluem: As tramas do tempo na arte contemporânea: estética ou poética? (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2013); O colecionador de sonhos (Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil, 2011); Lugares desdobrados (Fundação Iberê Camargo, Porto Alegre, Brasil, 2008); Arte no Brasil 1981-2006 (Itaú Cultural, São Paulo, Brasil, 2007); e Manobras radicais (Centro Cultural Banco do Brasil, São Paulo, Brasil, 2006). Algumas de suas exposições individuais incluem: Eclipse (Pinacoteca da Feevale, Novo Hamburgo, Brasil, 2013); Cores, palavras e cruzes (Galeria Nara Roesler, São Paulo, Brasil, 2012); Museu de Arte do Rio Grande do Sul (Porto Alegre, Brasil, 2002); e Projeto eventos especiais (Funarte, Rio de Janeiro, Brasil, 1996). Sua obra está presente nas coleções do Instituto Figueiredo Ferraz, Ribeirão Preto, Brasil; da Pinacoteca do Estado de São Paulo, São Paulo, Brasil; e do Instituto Itaú Cultural, São Paulo, Brasil, entre outras.

Exposições

Press

  • spiritual wanderer: a conversation with karin lambrecht on the occasion of her exhibition at instituto tomie ohtake Download View article

    spiritual wanderer: a conversation with karin lambrecht on the occasion of her exhibition at instituto tomie ohtake

    cynthia garcia, newcity brasil 21.1.2019
  • conheça o mundo de karin lambrecht Download

    conheça o mundo de karin lambrecht

    Pedro Varella, Arte Ref 19.11.2018
  • tinta, sangue e vísceras - karin lambrecht inaugura ampla exposição no santander cultural Download

    tinta, sangue e vísceras - karin lambrecht inaugura ampla exposição no santander cultural

    Luiza Piffero, Zero Hora 14.3.2017
  • santander cultural abre a agenda 2017 com o projeto rs contemporâneo que enfoca o trabalho do curador Download

    santander cultural abre a agenda 2017 com o projeto rs contemporâneo que enfoca o trabalho do curador

    O Sul 14.3.2017
  • nova exposição no santander cultural exibe obras de lambrecht Download

    nova exposição no santander cultural exibe obras de lambrecht

    Adriana Androvandi, Correio Do Povo 14.3.2017
  • karin lambrecht apresenta exposição pintura e desenho no instituto ling Download

    karin lambrecht apresenta exposição pintura e desenho no instituto ling

    Francisco Dalcol, Zero Hora 25.2.2015
  • a arte transcendental de Karin Lambrecht Download

    a arte transcendental de Karin Lambrecht

    Leonel Mittmann, Jornal do Comércio 24.2.2015
  • karin lambrecht faz ''teatro do céu'' em nova instalação Download

    karin lambrecht faz ''teatro do céu'' em nova instalação

    Camila Molina, O Estadão de S. Paulo 23.6.2008
  • as três salas do brasil Download

    as três salas do brasil

    Camila Molina, O Estado de São Paulo 21.3.2002

Canal