philippe decrauzat
Delay (Blue Iridescent), 2019
acrylic paint on canvas
212 x 212 x 3,5 cm | 83.5 x 83.5 x 1.4 in

Philippe Decrauzat é um dos principais nomes da nova geração da arte ótica e cinética do cenário contemporâneo. Sua produção múltipla, composta por pinturas murais, esculturas, instalações, site-specifics e obras audiovisuais, parte de uma reflexão crítica sobre o legado da arte ótica e cinética na história da arte, recuperando nocões próprias das vanguardas de começo do século XX – em especial, o construtivismo russo –, do movimento cinético e do minimalismo. Linhas, planos, sólidos e sons são articulados pelo artista no sentido de propor situações que visam o estabelecimento de um diálogo com o espectador, estimulando o olhar do público. Para tanto, Decrauzat apresenta uma revisão da herança moderna, mobilizando métodos e teorias presentes no contexto da cultura pop e nos campos da arquitetura, do design gráfico e do cinema experimental ou de ficção científica. A ênfase de seu trabalho reside sobretudo numa percepção sobre os modos modernos de ver. Além de considerar a lógica modernista da óptica, o artista direciona sua atenção para o olho como instrumento, retomando entendimentos sobre o mecanismo de visão que se encontram excluídos dos discursos artísticos em evidência na atualidade.

 

Nascido em Lausanne, Suíça, em 1974, Philippe Decrauzat vive e trabalha entre sua cidade natal e Paris, França. Formou-se em Artes Visuais na École Cantonale d’Art de Lausanne (ECAL), Lausanne, Suíça (1999), onde é professor desde 2000. Vem realizando individuais e participando de coletivas em várias instituições ao redor do mundo, no que se destacam as recentes: Kunsthal Rotterdam, Rotterdam, Países Baixos (2018); Marta Herford Museum, Herford, Alemanha (2018); Musée d'Art Moderne Grand-Duc Jean (MUDAM), Luxemburgo (2017); Musée d'art moderne de la Ville de Paris, Paris, França (2016); Musée d'Art Moderne et Contemporain (MAMCO), Genebra, Suíça (2016). Suas obras fazem parte de diversas coleções institucionais de renome, como: Fonds National d’Art Contemporain (FNAC), Paris, França; Kunsthaus, Zurique, Suíça; Musée Cantonal des Beaux-Arts, Lausanne, Suíça; Musée d’Art Moderne de la Ville de Paris (MAMVP), Paris, França; Musée National d'Art Moderne - Centre Georges Pompidou, Paris, França; The Museum of Modern Art (MoMA), Nova York, EUA; entre outras.