8.8 - 27.9.2019

clamor

virgínia de medeiros

Virginia de Medeiros inaugura dia 7 de agosto no Instituto Tomie Ohtake sua nova instalação intitulada Clamor, de 2019. O trabalho faz parte do programa Arte Atual, no qual o Instituto convida artistas emergentes a apresentarem seus trabalhos. Este ano, com o título Jamais me olharás lá de onde te vejo, o programa apresenta artistas que refletem sobre o retrato tanto como gênero pictórico quanto como forma de reconhecer e atribuir uma identidade ao retratado. 

A videoinstalação Clamor é desdobramento da série Alma de Bronze (2018) e é composta de treze retratos em vídeo de mulheres integrantes do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) em São Paulo, filiado à Frente de Luta por Moradia (FLM). Segundo a artista, "Clamor é uma palavra forte e bonita, e que contém a palavra amor dentro dela. Tem relação estreita com a luta dessas mulheres, com a vida de cada uma delas: seus protestos, exigências, súplicas”.

Com  treze canais de vídeo projetados em uma sala redonda e totalmente vermelha, a obra conta também com material de arquivo compilado pela artista ao longo de três anos de envolvimento com o MSTC. Em cada tela vemos uma integrante do Movimento, que nos olha de volta de forma penetrante, incessantemente. Ao som rítmico da percussão de Beth Beli, regente de tambores do grupo Ilú Obá de Min, o espaço expositivo pretende se transformar à medida que é ativado por conversas e interações que acontecerão no centro da sala. 

Clamor pretende servir como espaço tanto de meditação poética como de reflexão didática acerca do momento atual do MSTC, incluindo quatro ativações ao longo da exposição
*. Os consequentes desdobramentos integrarão o material de arquivo presente, num espaço expositivo que, assim como o Movimento, está em constante transformação sob os olhares atentos de suas militantes. 

7/08
ATO - abertura da exposição e microfone aberto

21/08 
A TERRA PROMETIDA - história da luta por moradia e reintegração de posse

4/9
ATRAVESSAR DESERTOS - perseguição política sofrida pelos movimentos sociais

18/09
BEM-AVENTURANÇA – debate sobre as conquistas e aspirações do MSTC


*O horários e participantes serão divulgados em breve.