8.8 - 27.9.2019

clamor

virgínia de medeiros
instituto tomie ohtake, são paulo, sp, brazil

Clamor (2019) dá nome ao conjunto de treze retratos em vídeo de militantes femininas do Movimento Sem Teto do Centro (MSTC) em São Paulo, filiado à Frente de Luta por Moradia (FLM), ao som de percussão de Beth Beli, trabalho de Virginia de Medeiros na exposição 'Jamais me olharás de lá de onde te vejo', oitava edição do programa Arte Atual do Instituto Tomie Ohtake. Clamor é brado, rogo, um ato de comunicar um forte desejo ou uma necessidade imprescindível que conecta as 14 mulheres retratadas, todas moradoras de ocupações do MSTC, com quem a artista conviveu, potencializando a prática co- laborativa de sua obra.

 

Pautada em uma proposta aberta e experimental, a instalação se constitui como um espaço de debate e reflexão acerca dos acontecimentos e tópicos mais urgentes do MSTC – Movimento Sem Teto do Centro em São Paulo.

Durante o mês de setembro, Clamor acolherá uma série de três ativações:

 

13 de setembro, sexta-feira – 19h30 às 21h
A TERRA PROMETIDA

Convidados:
Peter Pál Pelbart 
Filósofo, ensaísta, professor e tradutor. Editor da n-1 Edições que publicou o cordel “A Terra Prometida”, entrevista como a Carmen Silva líder do MSTC – Movimento Sem Teto do Centro.

Paolo Colosso 
Arquiteto e Urbanista, professor da Universidade Federal de Santa Catarina. Coordenador nacional do Projeto BR Cidades, presente em 16 estados que tem como objetivo a construção coletiva de um projeto para as cidades do Brasil pautado em parâmetros de justiça espacial, social, econômica e ambiental, além do combate à desigualdade.

Kellen Wini
Ativista do MSTC – Movimento Sem Teto do Centro, filha de Carmen Silva.

Joana Pereira da Conceição
Moradora da Ocupação 9 de Julho-MSTC, empregada doméstica, ativista integrante do coletivo Empodera do MSTC. Uma das colaboradoras de Clamor.

Márcia de Fátima Araujo 
Militante do MSTC, graduada em serviço social.

Elisabete Afonso Pereira
Militante do MSTC, graduada em serviço social, cursando pós-graduação em saúde metal com ênfase em dependência química.

 

__________________

18 de setembro, quarta-feira – 19h às 21h
ATRAVESSANDO DESERTOS

Convidados:
Dra. Luciana Bedeschi
Advogada do MSTC, doutora em planejamento de gestão de território.

Amanda Regina Santos Cayres
Advogada, militante na luta por moradia desde 2009, moradora da Ocupação 9 de Julho do MSTC – Movimento Sem teto do Centro. 

Maria Das Neves
Costureira, militante da luta por habitação desde 2012, moradora da Ocupação 9 de Julho MSTC – Movimento Sem teto do Centro e uma das colaboradoras de Clamor.

 

Marina Barrio e Alexandre Hodapp 

Integrantes da Equipe Peabiru TCA (Trabalhos Comunitários e Ambientais). A Peabiru dá acessória técnica ao MSTC e está a frente do projeto de reforma do Residencial Cambridge, que será financiado pela Caixa Econômica Federal e se tornará uma moradia definitiva, conquista do MSTC.

__________________

25 de setembro, quarta-feira – 19h às 21h
BEM-AVENTURANÇAS

Projetos Cozinha Ocupação 9 de Julho
Oficina de Arte, Cine Ocupa, Horta Ocupação, Teatro Ocupação, Galeria Reocupa, Saltamontes, Coletivo Empodera e Coletivo Pipa.

Cláudio Bueno
Artista, pesquisador e curador, integrante do Grupo Inteiro responsável pela o-curadoria, edição, design e instalação artística, em colaboração com o MSTC e a Escola da Cidade, para a criação do pavilhão do MSTC na Bienal de Arquitetura de Chicago (2019).

Luis Felipe Abbud
Arquiteto e mestrando em Design pela FAU–USP. É professor na Associação Escola da Cidade, onde também cursou a pós-graduação “Arquitetura, Educação e Sociedade". Fundador do estúdio NúMENA que atua em projetos socioculturais. Coordena atividades didáticas e culturais junto à coordenação do Movimento Sem Teto do Centro - MSTC em São Paulo. 


Marina Barrio e Alexandre Hodapp 
Integrantes da Equipe Peabiru TCA (Trabalhos Comunitários e Ambientais). A Peabiru dá acessória técnica ao MSTC e está a frente do projeto de reforma do Residencial Cambridge, que será financiado pela Caixa Econômica Federal e se tornará uma moradia definitiva, conquista do MSTC.

 

Clique aqui para saber mais sobre a exposição.