alberto baraya
expedición berlin, 2014
vista da instalação 8a bienal de berlim
dimensões variáveis
+

Alberto Baraya (n. 1968, Bogotá, Colômbia) vive e trabalha em Bogotá. Estudou pintura na Universidad Nacional de Colombia de 1987 a 1992. Mais tarde, em 1995, formou-se mestre em Estética e Teoria da Arte na Universidade Autónoma y Complutense de Madri. Em suas fotos, vídeos, objetos encontrados e desenhos, Alberto Baraya parodia a exploração colonial e seus ecos nas relações mundiais contemporâneas. Na década de 1990, produziu autorretratos irônicos, destacando a maleabilidade da identidade pela inclusão de referências a obras de arte consagradas. Desde 2001, Baraya se define como um “viajero”, em referência aos viajantes europeus dos séculos 18 e 19 que empreendiam expedições botânicas em nome da ciência e a serviço da colonização. Em seu projeto “Herbário de plantas artificiais”, Baraya segue os passos daqueles pseudocientistas, coletando, catalogando e expondo plantas artificiais. “Ao coletar flores de plástico na rua, me comporto como os cientistas que a educação ocidental espera que nos tornemos”, explica o artista. “Ao modificar os objetivos desta... tarefa, resisto a esse ‘destino’. Naquele momento, todas as pressuposições são questionadas, até mesmo a história”. Seus trabalhos foram apresentados em inúmeras bienais, entre elas a 10ª Bienal do Mercosul em Porto Alegre, Brasil (2015); 8ª Bienal de Berlim (2014); 9ª Bienal de Shanghai, na China (2012); 11ª Bienal de Cuenca, no Equador (2011); 53ª Bienal de Veneza, na Itália (2009); 27ª Bienal de São Paulo, no Brasil (2006); 1ª Bienal de Medellín, na Colômbia (1997); Bienal do Caribe em Santo Domingo, na República Dominicana (2003); e 4ª Bienal de Bogotá, na Colômbia (1994). Baraya realizou individuais em instituições como o Frost Art Museum, em Miami; Indianapolis Museum of Contemporary Art; Museo de Arte Moderna de Bogotá; e Palais de Tokyo, em Paris. Participou de coletivas no Museum of Latin American Art – MOLAA, em Long Beach; Fundación/Colección Jumex, na Cidade do México; Bronx Museum, em Nova York; Institute of Contemporary Art, na Philadelphia; e Fundació Joan Miró, em Barcelona. 

Press

+
  • manifesta 12, palermo Download

    manifesta 12, palermo

    Barbara Casavecchia, Art Agenda 20.6.2018
  • natureza fabricada Download

    natureza fabricada

    Paula Alzugaray, seLecT 13.6.2018
  • exposição divulga biodiversidade da amazônia com ciência e arte Download

    exposição divulga biodiversidade da amazônia com ciência e arte

    Simone de Marco, Diário Oficial 12.6.2018
  • natureza fabricada Download

    natureza fabricada

    Paula Alzugaray, ISTOÉ Independente 8.6.2018
  • que país é esse? Download

    que país é esse?

    Beta Germano, Casa Vogue 18.3.2018
  • alberto baraya et son paradis végétal artificiel Download

    alberto baraya et son paradis végétal artificiel

    Emmanuelle Jardonnet, Le Monde 18.8.2017
  • an exhibition examines how plant taxonomies influenced world history Download

    an exhibition examines how plant taxonomies influenced world history

    Monica Uszerowicz, Artsy 31.8.2016
  • botanique sous influence Download

    botanique sous influence

    Clelia Coussonnet, Diptyk 3.2.2016
  • even utopian citizens like to leave the house Download

    even utopian citizens like to leave the house

    Holland Cotter, The New York Times 24.6.2014
  • 8th berlin biennale curator on berlin contemporary art and gentrification Download

    8th berlin biennale curator on berlin contemporary art and gentrification

    Stephen Truax, Hyperallergic 28.5.2014
  • alberto baraya at the frost art museum, miami Download

    alberto baraya at the frost art museum, miami

    arte al día 5.1.2014
  • falsos testemunhos de lugares reais ou vice-versa Download

    falsos testemunhos de lugares reais ou vice-versa

    Ana Maria Maia, seLecT 23.7.2013
  • a jornada do artista expedicionário Download

    a jornada do artista expedicionário

    Flávia Ragazzo, Avianca em Revista 13.7.2013
  • brasil, india y colombia ganan bienal Download

    brasil, india y colombia ganan bienal

    ElTiempo 11.12.2011
  • o mundo classificado Download

    o mundo classificado

    Paula Alzugaray, ISTOÉ 31.3.2010

Canal

+

Texto Crítico

+
  • estudios comparados de paisaje

    pedro corrêa do lago
    A série Expedición Rio (2018), parte do projeto Estudios Comparados de Paisaje (1998-2018) de Alberto Baraya, oferece a rara oportunidade de observar uma relação direta entre a obra dos pintores viajantes que retrataram a paisagem do Rio de Janeiro no século XIX e o trabalho recente de um notável artista contemporâneo. Ainda que colombiano, Alberto Baraya bebeu claramente na fonte dos grandes paisagistas atuantes no Brasil, pois parece às vezes transpor quase ipsis litteris imagens produzidas por eles como pano de fundo para suas próprias paisagens oníricas, nas quais o artista acrescenta animais quase míticos, totalmente inesperados nesse contexto. Na verdade, apesar do parentesco óbvio com a obra de artistas do século XIX, a semelhança provém não da simples repetição, mas da mesma postura que Baraya assume ao registrar a paisagem incomparável do Rio de Janeiro, com o objetivo de incorporá-la como cenário de suas intervenções fabulosas. O tratamento da paisagem por Alberto Baraya procede da mesma contemplação embevecida da paisagem que caracterizou a obra dos autores das...