lucia koch
mirrorama, 2014
espelhos/instalação site specific, wexner center for the arts
dimensões variáveis

O trabalho de Lucia Koch investiga questões relativas ao espaço e propõe novas formas de experiênciá-lo. A artista estabelece um intenso diálogo com a arquitetura – tanto pelo modo como suas obras interferem nos lugares onde são instaladas quanto pela criação de espaços imaginários a partir de objetos banais, o que desafia e reorienta a percepção do espectador.

 

Nas palavras do crítico e curador Moacir dos Anjos, a artista “reorganiza a compreensão visual de espaços [...] e estabelece um sentido público para o trabalho, seja pela negociação envolvida em seu processo, seja pelo desconcertante efeito que causa”. A partir de filtros, tecidos e outros anteparos, ela joga com a luz e seus efeitos cromáticos, sempre tensionando as relações entre o dentro e o fora, a transparência e a opacidade na criação de atmosferas únicas e sensíveis.

 

Desde 2001, Koch fotografa interiores de caixas e embalagens vazias, que sugerem extensões virtuais dos locais onde as obras são instaladas. Esse conjunto de imagens opera fundamentalmente a partir de jogos de escala, em que o pequeno se torna imenso e habitável, indagando, assim, sobre as condições capazes de transformar o espaço em lugar e se aproximando, cada vez mais, de uma pesquisa pouco ortodoxa no campo da arquitetura.

 

Lucia Koch nasceu em 1966, em Porto Alegre. Vive e trabalha em São Paulo. Suas mais recentes mostras individuais são: Tumulto, turbilhão, na Galeria Nara Roesler (2019), em São Paulo, Brasil; Casa de vento, na Casa de Vidro (2019), em São Paulo, Brasil; La Temperatura del Aire, na Fundación Caja de Burgos (2015), em Burgos, Espanha; e Mañana, montaña, ciudad y Brotaciones, no Flora ars + natura (2014), em Bogotá, Colômbia. Participou da 11ª e da 13ª Bienal de Lyon, em Lyon, França (2011 e 2015); da 27ª Bienal de São Paulo, em São Paulo, Brasil (2006); das 2ª, 5ª e 8ª edições da Bienal do Mercosul, em Porto Alegre, Brasil (1999, 2005 e 2011). Exposições coletivas de que participou recentemente incluem: Fiction and Fabrication. Photography of Architecture after the Digital Turn, no Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia (2019), em Lisboa, Portugal; Brasil, Beleza?!, no Museum Beelden Aan Zee (2016), em Haia, Países Baixos; When Lives Become Form, mostra itinerante no Yerba Buena Center For Arts, em São Francisco, EUA (2009) e no Contemporary Art Museum, em Tóquio, Japão (2008). Suas obras integram numerosas coleções, tais como: Musée d'Art Contemporain de Lyon, na França; Museu de Arte do Rio (MAR), no Rio de Janeiro, Brasil; Museum of Contemporary Art San Diego, San Diego, EUA; The J. Paul Getty Museum, Los Angeles, EUA; além da Pinacoteca do Estado de São Paulo, em São Paulo, Brasil.

Exposições

Notícias

Press

  • objet trouvé: luis pérez-oramas curates a poetic and subtle group exhibition at galeria nara roesler Download View article

    objet trouvé: luis pérez-oramas curates a poetic and subtle group exhibition at galeria nara roesler

    cynthia garcia, Newcity Brasil 10.12.2019
  • 18 female artists give advice to women starting out in the art world View article

    18 female artists give advice to women starting out in the art world

    Eileen Kinsella, ArtNet 21.7.2016
  • meaningful abstractions Download

    meaningful abstractions

    Cecilia Fajardo-Hill, Art Nexus 5.3.2014
  • a particular style Download

    a particular style

    Patricia Rousseaux, Arte!Brasileiros 1.11.2013
  • lucia koch Download View article

    lucia koch

    Leah Ollman, Art in America 5.9.2013
  • obra de arte Download

    obra de arte

    Jéssica Desilva, Magazine | Casa 1.11.2011