vik muniz
Handmade: Letter rack (Acqua and grey ribbon), 2017
técnica mista sobre impressão inkjet em papel archival
76,2 x 55,88 cm

Vik Muniz é reconhecido internacionalmente por seu trabalho em fotografia, desafiando a percepção do espectador ao elaborar imagens compostas por uma variedade de materiais não convencionais, geralmente citando referências significativas da cultura visual em geral, tanto erudita quanto popular.

 

Muniz iniciou sua carreira em Nova York no final dos anos 1980, realizando sua primeira individual em 1988. Trabalhando primeiro com escultura, sua produção em fotografia começou quando percebeu o potencial do meio após fazer os próprios registros de suas obras. Passou em seguida para a experimentação com elementos de diversos tipos, perecíveis ou não, procurando reproduzir meticulosamente imagens conhecidas pelo público em geral. Com esse procedimento, veio conquistando um reconhecimento cada vez maior, realizando exposições em importantes instituições ao redor do mundo. Também se destaca pelos projetos sociais que coordena, partindo da arte como fator de transformação. Um desses projetos, Pictures of Garbage (2008), foi tema do documentário Waste Land (Lucy Walker, 2010), indicado ao Oscar da categoria em 2010, e contribuiu para sua nomeação como Embaixador da Boa Vontade pela UNESCO em 2011.

 

Nascido em São Paulo/SP, Brasil, em 1961, Vik Muniz vive e trabalha entre Rio de Janeiro/RJ, Brasil, e Nova York/NY, EUA. Participou de várias bienais, como: 49ª, 56ª e 57ª edições de La Biennale di Venezia, Veneza, Itália (2001, 2015 e 2017), sendo um dos representantes do Brasil na edição de 2001; 70ª Whitney Biennial, Nova York, EUA (2000); e 24ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo, São Paulo, Brasil (1998). Também foi um dos convidados para participar da série de exposições Artist’s Choice, The Museum of Modern Art (MoMA), de 2008, apresentando a mostra Vik Muniz, Rebus. Seus trabalhos fazem parte de importantes coleções institucionais, como: Daros Latinamerica Collection, Zurique, Suíça; Musée national d'Art moderne (Mnam/CCI), Centre Pompidou Paris, França; Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madri, Espanha; Solomon R. Guggenheim Museum, Nova York, EUA; Tate Modern, Londres, RU; The J. Paul Getty Museum, Los Angeles, EUA; The Metropolitan Museum of Art (The MET), Nova York, EUA; The Museum of Contemporary Art (MOCA), Los Angeles, EUA; The Museum of Contemporary Art Tokyo (MOT), Tóquio, Japão; The Museum of Modern Art (MoMA), Nova York, EUA; Victoria and Albert Museum, Londres, RU; entre várias outras no Brasil e ao redor do mundo. Possui também um catalogue raisonné que reúne o conjunto de sua produção realizada de 1987 até 2015.

Exposições

Press

  • when art comes along for the ride Download

    when art comes along for the ride

    Carrie Seim, New York Times 25.10.2018